Piscar um led externo.

Piscar um led externo. 2017-06-26T15:34:52-03:00
Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Autor
    Posts
  • lfvalucaslfvalucas
    Participante
    Número de postagens: 3

    Boa tarde fórum.

    Seria de grande ajuda, o passo a passo de um código que piscasse um led externo.

    Facilitando a compreensão dos seguintes passos:

    -Declaração de variáveis
    -Configuração do Main
    -Definir pinos como entrada ou saída
    -Estado inicial do pino.

    Desde já agradeço a atenção.

    Andre Oliveiramad_axe
    Mestre
    Número de postagens: 10

    Olá lfvalucas,
    Não consigo colar imagens aqui, então, conto com sua ajuda!

    – Declaração de variáveis não é diferente de qualquer outro código em C que já fez, depende do contexto e qual a aplicação da variável no programa.

    – O Main não precisa de configurações, o bsp vai fazer todas as configurações pra você!

    – Você pode fazer isso por porta ou por periférico na aba Pins, ao abrir o Configuration.xml, da mesma maneira que as configurações de clock podem ser alteradas na aba Clock.

    – O estado inicial é configura pino a pino na aba Pins, ao selecionar o Mode terá as opções disable, input, output mode (initial high) ou output mode (initial low).

    O exemplo de blink pode seguir o que vem no exemplo e modificar.

    []s,
    André M de Oliveira

    FelipeT Tfelipet
    Mestre
    Número de postagens: 46

    @lfvalucas,

    Como referência incial recomendamos que tenha em mente a visão geral do ambiente proporcionado pela plataforma Renesas Synergy através do livro Renesas Synergy Basics v1.2 Lá, além dos capítulos, você conta com os projetos correspondentes com modelos iniciais prontos para usar e projetos-resposta aos exercícios propostos.

    O próprio SSP já contem um código Blinky de referência inicial para cada uma das placas de desenvolvimento, acessível ao se iniciar um novo projeto. (Leia o capitulo 8 do livro).

    O acesso a LEDs em pinos externos não é diferente de qualquer outro LED instalado na placa de desenvolvimento, exceto que terá que acessá-lo diretamente pela API. Observe que a estrutura para controlar os LEDs da placa (bsp_leds_t) contem um campo que é um ponteiro para uma matriz de IO Pins definida na estrutura ioport_port_pin_t. Informações sobre as funções que controlam estes pinos (pinwrite(), pinread(), etc) pela API podem ser encontradas em mais detalhes no capítulo 4.3.19 do documento r01us0171eu0100 [Renesas Synergy(tm) Software Package v1.2.0] User’s Manual. Fica disponível na galeria no mesmo lugar onde baixou o SSP: https://synergygallery.renesas.com/ssp/archive#read

    Cada um dos pinos, assim como seus estados inciais, pode ser configurado através da aba “pins” do Synergy Configurator.

    Att,

    @felipet

Visualizando 3 posts - 1 até 3 (de 3 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.